Verão na Montanha – Cunha Fest 2020 tem grandes atrações para você

Publicado em: 6 de janeiro de 2020

3ª Edição do Verão na Montanha Cunha Fest – De 17 a 19 e de 24 a 26 de Janeiro em Cunha

Venha curtir boa música, com os melhores intérpretes, na Praça da Matriz.
E ainda tem as delícias gastronômicas da Praça de Alimentação!

Com apresentações gratuitas no centro da cidade, na Praça da Matriz, Cunha recebe um dos mais importantes festivais de música da região

A cidade recebe pela terceira vez o festival que traz no line-up mais de 10 apresentações entre o palco principal e intervenções musicais espalhadas pela cidade. Simoninha, Tony Gordon, Léo Maia, Ultra Soul, Trouble Doll, Robson Nunes, Rock Collection, Júlia Ferreira, Folk it All e Orleans Street Jazz Band estarão na programação.

A proposta visa projetar o município, nacional e internacionalmente, através de um festival de música, com shows de nomes poderosos e renomados, inseridos numa das mais belas paisagens do Brasil e tem como objetivo movimentar a cidade com muita música de qualidade fora da temporada de inverno, misturando vários ritmos desde o soul até o rock, do pop a música brasileira, acrescentando o tempero do jazz e do blues.
O Verão na Montanha Cunha Fest tem como conceito apresentar ao público a riqueza de bandas nacionais e encontros inusitados, proporcionando diferentes experiências dentro e fora do palco, reunindo público e artistas de diversos estilos e regiões do Brasil.
A escolha das atrações musicais não é aleatória, resulta de pesquisa, experiência e afinidades artísticas, sempre pensando na qualidade musical. O line-up foi cuidadosamente pensado e produzido pela Lucas Shows, com direção de Herbert Lucas, e as atrações escolhidas apresentam shows criativos e exclusivos, diferentes das apresentações habituais dos artistas convidados.

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL

– Sexta-feira – 17/01/2020
22h00 – Trouble Doll & Robson Nunes

– Sábado – 18/01/2020
16h00 e 20h00 – Julia Ferreira
23h00 – Tony Gordon

– Domingo – 19/01/2020
16h00 e 20h00 – Julia Ferreira
21h30 – Rock Collection

– Sexta-Feira – 24/01/2020
22h00 – Ultra Soul convida Léo Maia

– Sábado- 25/01/2020
16h00 e 20h00 – Orleans Street Jazz Band
23h00 – Simoninha

– Domingo- 26/01/2020
16h00 e 20h00 – Orleans Street Jazz Band
21h30 – Folk it All

Cunha
Montanhas, vales, paisagem exuberante, cachoeiras, sossego, gastronomia, artesanato. Isso e muito mais é o que o turista encontra na Estância Climática de Cunha, que fica no Alto Vale do Paraíba, no interior de São Paulo. A cidade é um ótimo destino para passeios, além das belezas naturais da Serra do Mar. O município tem fácil acesso para as praias, devido à sua proximidade com Paraty (RJ), Ubatuba e Caraguatatuba (SP), fica no eixo Rio-São Paulo e seu principal acesso é pela Via Dutra.
O centro urbano de Cunha traz em suas ruas as marcas da história do Brasil, com construções muito antigas (algumas tombadas pelo Patrimônio Histórico), incluindo a Igreja da Matriz, que foi construída em 1731 e está passando por restauração. Essas evidências históricas remetem à época em que Cunha era rota dos tropeiros que percorriam a Estrada Real, levando o ouro de Minas Gerais até o porto de Paraty e de lá para o Rio de Janeiro e Portugal.
Suas principais e mais antigas igrejas são a de São José da Boa Vista (de 1724), a da Matriz (Nossa Senhora da Conceição – padroeira), que é de 1731; e a do Rosário (de 1793).
Outra herança tornou a cidade o maior polo de cerâmica de alta temperatura da América Latina. Na década de 1970, ceramistas de diversas nacionalidades escolheram a cidade para desenvolver seus trabalhos com o emprego de fornos que utilizam a tradicional e milenar tecnologia chinesa/japonesa chamada noborigama. Com o crescimento desse polo foram formadas novas gerações de ceramistas e atraíram-se outros artistas que trouxeram diferentes técnicas cerâmicas. Quem visitar a cidade pode apreciar esta arte milenar, presenciar as aberturas de fornadas (que acontecem três ou quatro vezes por ano) e apreciar/comprar variadas peças dos diversos ceramistas da cidade.
Nos últimos anos, desenvolveu-se expressivamente no município o cultivo de lavandas, uma atividade que tem atraído a visitação de muitos turistas. Nesses plantios, além da plantação propriamente dita é extraído o óleo da lavanda, com o qual se produz sabonetes, aromatizantes e outros itens.
No passeio pela cidade, não se pode deixar de conhecer a sua gastronomia, que inclui pratos típicos da região e muitos outros elaborados pelos renomados chefes de cozinha de Cunha, que incluem receitas com truta, pinhão, queijos, mel, cordeiro, cogumelo shitake e muito mais.
A estância oferece ainda diversas opções de turismo rural, que inclui conhecer fazendas de cultivo de cogumelo shitake, de truta e de cordeiro, apiários, queijarias, pesqueiros e alambiques. A cerveja artesanal também está ganhando espaço na cidade e é possível visitar as cervejarias e degustar a bebida.
Depois disso, é preciso conhecer as belezas naturais que o lugar oferece, como as cachoeiras do Pimenta, do Desterro (na Estrada do Monjolo) e do Barracão (no Parque Estadual), entre as muitas outras. Tem também a Pedra da Macela, que em seu pico, a 1.840 m de altitude, é possível apreciar a paisagem deslumbrante que inclui Paraty, a baía da Ilha Grande e parte de Angra dos Reis e todas as montanhas e serras que ficam no entorno de Cunha, o Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha, onde o visitante também pode se banhar em suas cachoeiras e percorrer suas trilhas guiadas por monitores.
Como chegar
Cunha está a 230 quilômetros da capital paulista. O visitante deve seguir pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até o Km 65, em Guaratinguetá. Entrando na cidade, seguir pela Rodovia Paulo Virgílio (SP-171) até Cunha.
Quem for de ônibus, também deve ir até Guaratinguetá. Na rodoviária há ônibus intermunicipal até Cunha. Os horários das partidas devem ser checados no local.

Para mais informações acesse: www.cunha.sp.gov.br
www.facebook.com/veraonamontanhacunhafest
https://www.facebook.com/lucasshows/

Realização: Prefeitura da Estância Turística de Cunha, através do Prefeito Rolien Guarda Garcia, e Secretaria de Turismo e Cultura, pelo Secretario Marcelo Henrique Coelho Veras.
Concepção e produção: Lucas Shows www.lucasshows.com.br

SAIBA MAIS SOBRE OS ARTISTAS

Simoninha
Músico, intérprete, compositor, produtor e diretor musical, Wilson Simoninha transforma qualquer lugar onde passa, em uma verdadeira festa.
Músico, intérprete, compositor, produtor e diretor musical. Sua trajetória de sucesso, inclui várias turnês internacionais por: Eua, Europa e Asia. Produzindo e realizando trabalhos solos e também projetos paralelos como por exemplo: O Baile do Simonal e Os Filhos dos Caras. Foi diretor artístico do selo Trama, importante gravadora independente no ano 2000.
Além dos palcos Simoninha também está à frente da produtora musical S de Samba (em sociedade com Jair Oliveira), onde já criou grandes sucessos do universo publicitário como “mostra sua força Brasil” Itaú e “Vem pra Rua” Fiat. A produtora vem sendo sempre premiada em festivais importantes como em Cannes 2019 onde ganhou mais 2 Leões de Bronze e 1 de Prata.
Em 2018 também ganhou um Kikito com seu irmão Max de Castro por melhor trilha sonora para o filme “Simonal” que conta a história do seu pai e de sua família no festival de Gramado. Desde 2016 assumiu a direção musical do programa Domingão do Faustão.
Em setembro de 2019 lançou com seu irmão o “Novo Baile do Simonal” em São Paulo no Tom Brasil com a participação de Jorge Ben Jor, Maria Rita, Kell Smith e Mano Brown em uma noite memorável. Também em setembro de 2019 participou pela sétima vez do festival Rock in Rio (5 edições no Brasil, uma em Portugal e uma em Las Vegas). Depois de ter lançado alguns singles nas plataformas digitais nesses últimos anos prepara o seu esperado álbum para 2020.
Sempre se reinventando e sinônimo de qualidade e alegria. Abram as cortinas que a festa vais começar.

Simoninha

Tony Gordon
Tony Gordon, vencedor do The Voice Brasil, Master Crooner do Soul, com mais de 30 anos de carreira, aclamado em casas do Brasil e do mundo inteiro que enaltecem a música, Tony Gordon lança-se em uma desbravada aventura pelo blues, soul e jazz ao reunir um repertório de músicas consagradas e rearranjá-las ao seu estilo característico.
Composições que ganharam o mundo nas vozes dos maiores cantores de diversos estilos, convergem para o timbre cativante de Tony Gordon em um show dedicado à releituras de tirar o fôlego, como Jealous Guy, Go Down Gamblin, Lucretia McEvil, Cantaloup (I´m Free). Essa versatilidade é Tony Gordon.
O ofício do ‘crooner’ é pouco vislumbrado quando se baliza a consolidação do que hoje consideramos ‘música popular brasileira’. Nesse contexto, o ‘crooner’ não somente abandonava definitivamente o “rótulo” direcionado a ‘intérpretes masculinos de standarts’, abrindo espaço às consideradas “cantoras da noite”, como também atuava conceitualmente na difusão da música estrangeira.
Sobrinho de Dolores, Tony Gordon não apenas enfatiza a importância da função do ‘crooner’ no embornal de nossa cultura, como reaviva e faz emergir a importância de seu pai, o cantor Dave Gordon, ‘crooner’ cuja importância ainda encontra-se elidida pela desmemória costumeira vigente em nosso país.

Tony Gordon

Ultra Soul convida Léo Maia
A banda Ultra Soul foi criada com o intuito de resgatar a música negra americana, como a soul music, o funk e o r&b dos anos 70 e 80. Estruturada com três vocais que revezam entre si, fazendo belíssimas apresentações com espetaculares arranjos.
Há 09 anos têm levado o melhor do soul, funk e r&b para festivais, teatros, casas noturnas e pelo Brasil a fora.
No repertório, clássicos de bandas, como Earth, Wind and Fire, The Gapp Band, Nina Simone, Maxwell, Zapp entre outros.
Um show mesclado entre os sucessos românticos e clássicos para dançar muito!!!

Léo Maia
Leo Maia nasceu e cresceu no meio da música, aos sete anos pegou pela primeira vez em um violão e dedilhou alguns acordes, a música foi “Sossego” de Tim Maia e a escolha não poderia ser diferente. Leo é filho do grande Rei do Soul Music, herdou a sua voz e presença de palco.
Aos dois anos já dormia entre os rolos de fios durante os ensaios de seu pai e da banda Vitória Régia; pegou o gosto pela música e acompanhava Tim em todos os compromissos. O pai que o ensinou a tocar também o ensinou a limpar o estúdio e assim Leo entendeu que a música era o seu ganha pão, o seu meio de vida.
Leo Maia hoje conta com 06 álbuns em sua discografia, suas músicas fazem parte de diversas trilhas sonoras de novelas e seus shows e projetos já percorreram o Brasil inteiro. Em 2019, Leo Maia se prepara para uma turnê na Europa.

Ultra Soul
Léo Maia

Rock Collection
Idealizada e formada por Marcos Vox em 2011, a banda Rock Collection, reproduzindo com criatividade, respeitando as gravaçoes originais e a essência das mesmas. O time hoje conta com profissionais de alto nível em cada instrumento, o que garante musicalidade e muito swing.
No repertório grandes sucessos do pop internacional e nacional.
Na “estrada” a 8 anos, a Banda Collection conquistou seu espaço rapidamente com qualidade e sonoridade. Além da energia contagiante no palco, que virou marca registrada da banda, ela conta com a irreverência de Marcos Vox nos vocais e a qualidade técnica incomparável de Rene Sanches no teclado e na guitarra. O time atual conta também com Fernando Porto, baterista e também vocal solo, Miguelangelo Alberico no baixo e Rafael Zamboni na guitarra e vocal solo. Todos músicos de altíssima qualidade, muita experiência e respeito no cenário musical.

Rock Collection

Folk It All
Através da junção das guitarras com o acústico do violão e da fusão de quatro vozes em arranjos extremamente trabalhados, a banda apresenta a mistura perfeita de grandes clássicos da música internacional com a pegada energética do rock’n’roll.
Sucesso absoluto por onde passa, a banda tempera suas versões com o som intenso do blues e do rock, sem esquecer suas raízes do folk/country, trazendo uma sonoridade única para grandes hits de todos os tempos. A banda que leva todo mundo para a pista de dança com os sucessos de Elvis Presley, Queen e Aviici, também emociona ao som de clássicos de James Taylor, Simon & Garfunkel e John Dever.
Cada show é composto de forma única, pensando nas preferências do público e no estilo do evento. A Folk it All é garantia de um show inesquecível, com um repertório incrível e excelente qualidade musical!

Folk It All

Trouble Doll
Redescobrindo sons com personalidade em uma nova tendência, a Trouble Doll tem influências que vão de Elvis Presley a Caravan Palace e de Ella Fitzgerald a Bruno Mars.
O electro swing da Trouble Doll mistura o moderno e o clássico, combinando estilos e experimentando o novo com arranjos criativos…A banda, por exemplo, reescreve o piano de Ray Charles com a batida eletrônica do dj, que também é responsável pela participação especial do próprio Elvis Presley, que faz um dueto com Pri Borges em Rubberneckin’. Já o hit Psycho Killer do Talking Heads recebe uma versão “jazzy” com naipe de metais e muito swing. Get Lucky, do Daft Punk, volta algumas décadas no tempo e parece ser cantada por Ella Fitzgerald.
Essa fusão traz para a banda uma linguagem própria que é percebida do começo ao fim. Músicas antigas recebem uma roupagem totalmente moderna e músicas atuais recebem uma roupagem “vintage”, trazendo para o show sua própria identidade. Numa apresentação de tirar o fôlego, leva a pista a uma experiência única, envolvente e com muita diversão!
Ficha técnica: Pri Borges (Vocal), Leo Lucas (Dj), Flávio Salles (Guitarra), Paulo Soza (Baixo), Renato Abreu (Bateria), Wesley Gonzaga (Trompete), Wagner Barbosa (Saxofone), Douglas Felício (Trombone).

Trouble Doll

Robson Nunes
Robson estreou no cinema em Boleiros, atuando na sequência em que ele e dois colegas corintianos amedrontam crianças palmeirenses dentro do elevador.
Na televisão, atuou em Malhação, da Rede Globo, e interpretou o jovem Tim Maia no especial Por Toda Minha Vida. No Disney Channel, apresentou os programas Zapping Zone e Disney Channel Games.
Robson também fundou o espetáculo de stand-up comedy e personagens “3tosteterona”, junto com o também humorista Luiz França. O show está em cartaz desde 2005, e é o mais antigo do Brasil atualmente.
Em 2019, entrou no elenco da novela Espelho da Vida como Bola, assistente de produção e de direção do filme que é realizado na trama. No mesmo ano, se tornou um dos participantes da terceira temporada do talent show Popstar, da Rede Globo.

Robson Nunes

Júlia Ferreira
Trabalhando desde outubro de 2017 com o produtor Oscar Gonzalez no projeto Homenagem aos 60 Anos da Bossa Nova, Julia Ferreira já cantou no Beco das Garrafas, Bar Brahma, All of Jazz, etc.
Cantora paulistana, 22 anos, iniciou seus estudos de música em 2009 aos 12 anos de idade, na Associação Músicos do Futuro fundada pelo maestro Edson Ferreira. Cursou por 5 anos piano erudito. Fez curso de teatro musical, interpretação, e artes cênicas na Teen Broadway. Após um ano em Portugal, aconteceu o seu encontro com o produtor Oscar Gonzalez.
Em Maio de 2019 lançou seus quatro CDs simultaneamente com 60 das maiores obras da Bossa Nova.

Orleans Street Jazz Band
Inspirada nas famosas street bands de New Orleans, que são a marca registrada da cidade americana, a Orleans Street Jazz Band tem na interação com o público o seu grande diferencial.
Seu estilo irreverente aproxima o público e a sua formação inusitada chama a atenção por onde passa. O entrosamento do naipe de metais composto por sax, trompete e trombone, deixa o público boquiaberto, já o banjo, a sousafone e o washboard deixam todos intrigados.
Com seu formato itinerante, a banda não precisa de equipamentos de som e luz, nem de estrutura de palco e pode tocar nos lugares mais excêntricos. A versatilidade da banda também permite uma formação mais robusta com guitarra, bateria e baixo para apresentações em grandes palcos.
O repertório traz uma mistura surpreendente de ilustres temas do jazz com o tempero brasileiro. “Mercy, Mercy, Mercy”, por exemplo, se junta a “País Tropical” e o público canta junto; “Bourbon Street Parade” ganha um sotaque especial e até o tema dos “Flintstones” entra na brincadeira.
Com mais de 10 anos de carreira, a banda é marca registrada nos principais festivais do país, como Rock in Rio, Bourbon Festival Paraty, Rio das Ostras Jazz & Blues, Bourbon Street Fest, Festival BB Seguros de Jazz & Blues, entre muitos outros.
A banda já participou de eventos para grandes marcas, das mais variadas feiras e congressos, além do circuito SESC e SESI.
Entreter, divertir e levar música boa a todos os cantos do país é o grande objetivo da Orleans Street Jazz Band.

Orleans Street Jazz Band

Serviço

Verão na Montanha Cunha Fest
17 a 19 e de 24 a 26 de janeiro

Palco principal : Praça da Matriz – Praça Cônego Siqueira – ao lado da Igreja da Matriz
Mais informações produção: 11 5539 7452

Informações para a imprensa:

MAIC Comunicação

Maria Inês Costa maic@maiccomunicacao.com.br
11 99237-8666 / 3277-8763
Site https://maiccomunicacao.com.br/
facebook.com/MAICSERVICOS
Instagram maicomunicacao

Rouxinol Assessoria em Comunicação
Isabel Silvares e Angela Lereno
Fone: (11) 3075.2757/97203.8006
e-mail: rouxinol@rouxinolcomunicacao.com.br

Realização: Secretaria de Turismo e Cultura e Prefeitura de Cunha.
Apoio: Conselho Municipal de Turismo de Cunha (Comtur-Cunha).

MAPA DO SITE